Estação de Tratamento de Esgotos

 

Estação de Tratamento de Esgotos é o equipamento utilizado para tratar efluentes sanitários em locais que não são servidos por rede de coleta pública de esgotos ou demandem pela adequação prévia a coleta de rede pública.

A Estação de Tratamento de Esgotos é um equipamento modular, que permite fácil integração, e oferece alto nível de desempenho e eficiência no tratamento de esgotos.

A nossa solução pode ser utilizada em duas configurações: a primeira com apenas uma Unidade de Tratamento para posterior direcionamento da água e a segunda com uma Unidade de Reúso, que permite o reaproveitamento da água em sanitários, lavagem de pisos, irrigação, entre outras, proporcionando assim economia e retorno do investimento.

 

 

Modelos Disponíveis:

1 - Estação de tratamento de esgotos – Configuração -  1 (10-20m³/dia)

2 - Estação de tratamento de esgotos - Configuração - 2 (20-40m³/dia)

3 - Estação de tratamento de esgotos - Configuração -. 3 (40-60m³/dia)

4 - Estação de tratamento de esgotos - Configuração - 4 (60-80m³/dia)

 

 

Composição:

Gradeador:

Componente parte da estrutura civil, responsável por reter resíduos sólidos como papel, plástico, entre outros, direcionando apenas a água misturada a matéria orgânica para a elevatória, evitando assim problemas com bombas ou necessidade de constante manutenção.

 

Elevatória:

Parte da estrutura civil necessária, a Elevatória é utilizada para armazenar temporariamente os efluentes sanitários e bombeá-los para o Tanque de Biodigestão quando atingirem determinado nível dentro da Elevatória.

 

Extravasor:

Componente necessário na estrutura civil, que armazena o volume excedente de efluentes sanitários caso ocorram eventuais paralisações das bombas e unidades de tratamento, ou sobrecarga dado o aumento da contribuição de efluentes sanitários a serem tratados.

 

Tanque de Tratamento

(Biodigestão):Tanque onde o tratamento é efetivamente realizado através do sistema SBR (Sequential Batching Reactor), em que sopradores injetam ar comprimido através de difusores circulares por determinado período, incentivando a formação de colônias de bactérias que realizam o tratamento.

 

Sopradores:

Os sopradores utilizam o sistema de ar difuso, suprindo o ar para as bactérias no Tanque de Biodigestão, operando com grande volume de ar e baixa pressão, sendo injetado no tanque através de difusores circulares.

 

Tanque de Retenção Temporária (Reúso)
Armazena a água no caso de se optar pela aplicação da "Unidade de Reúso", para que posteriormente essa possa passar pelo processo de polimento.

 

Filtro de Areia (Reúso)
Realiza a filtragem e remoção de partículas e resíduos sólidos antes de disponibilizar a água para reutilização.

 

Clorador (Reúso)
Desenvolvido para abrigar uma pastilha de Tricloro, que irá realizar uma leve cloração para eliminar germes e bactérias da água que posteriormente será disponibilizada para reúso.

 

Bombas
Realizam o bombeamento que permite a transferência do efluente entre os componentes da Unidade de Tratamento e Unidade de Reúso.

 

Quadro de Automação: 
Realiza a automação de todo o processo desde o início do tratamento até a disponibilização da água para reúso, permitindo que atividades como tempo de funcionamento dos sopradores, acionamento de bombas, alertas para necessidade de manutenção, entre outras, ocorram automaticamente.

 

Solicite já o seu Orçamento! Envie um e-mail para : seuposto@seuposto.com

Produtos relacionados

Pague com
  • Pagar.me
Selos

Seu Posto Equipamentos Eireli - CNPJ: 20.883.537/0001-54 © Todos os direitos reservados. 2019